Lilith – A Lua Negra

Em “Lilith – A Lua Negra”, a Cia usa o mito da da primeira companheira bíblica de Adão para propor uma reflexão sobre o real “empoderamento feminino”, sobre o instintivo, sobre as remoções e as cisões desse arquétipo.
O espetáculo foi um dos vencedores do ENDA 2012 e teve remontagem e circulação contempladas pelo Fundo Municipal de Cultura em 2015.

Na aurora do mundo, o criador fez o homem para que pudesse se tornar o coroamento da Criação. Mas existe um mistério obscuro quando se fala da primeira companheira do homem, um mistério inconsciente, incluído em mitos antigos que falam da alma e da carne, do amor e da morte. Isto porque fala da mulher Lilith, a Lua Negra, e o céu vazio e tenebroso no qual se projetam indagações pertinentes a sua própria alma.
Evocada, Lilith está aqui, em sua realidade de sombra. E interroga cada um de nós.

Com: Khalina Aymelek, Wilson Lira, Wellington Ribeiro, Caliope Nahan, Jalilah Zaib, Tamimah Nahid, Khalilah Zurah, Ishtar Soeiro e Elenco
Assistencia Coreografica: João Marcos Bargas
Cenários: Jacqueline Nascimento
Fotografia: Joanah Dark – Foxy Fotografia